Alterações Deixam Casas Com Melhor Eficiência Energétic

27 Nov 2018 15:12
Tags

Back to list of posts

social%20network.jpg

<h1>O Que &eacute;, Para qual prop&oacute;sito serve E Como Utilizar?</h1>

<p>Alessandro Molon, deputado federal (PT-RJ), participou do Poder e Pol&iacute;tica, programa da Folha e do UOL conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A grava&ccedil;&atilde;o ocorreu em 18.set.2013 no est&uacute;dio do Grupo Folha em Bras&iacute;lia. Narra&ccedil;&atilde;o de abertura: Alessandro Molon tem 41 anos. &Eacute; bacharel em Direito na PUC do Rio e mestre em hist&oacute;ria pela Escola Federal Fluminense. No in&iacute;cio da carreira, Alessandro Molon foi professor de hist&oacute;ria em escolas municipais do Rio e radialista da R&aacute;dio Catedral.</p>

<p>Em 2002, aos 30 anos, elegeu-se deputado estadual pelo PT. Em 2006, foi reeleito com a maior vota&ccedil;&atilde;o entre os petistas. Alessandro Molon disputou a prefeitura do Rio em 2008. Ficou em 5&ordm; recinto. No 2o turno, recusou-se a apoiar Eduardo Paes, que acabou derrotando a elei&ccedil;&atilde;o com o apoio do PT. Em 2010, Molon elegeu-se deputado federal.</p>
<ul>
<li>Use a linguagem que suas personas fazem uso</li>
<li>Fale os coment&aacute;rios no teu blog</li>
<li>6 dicas pra elaborar um folder online</li>
<li>tr&ecirc;s Por que devo baixar Google Play para Android</li>
<li>Love Fola</li>
<li>90% dos videos com melhores desempenho no Youtube t&ecirc;m miniaturas personalizadas</li>
</ul>

<p>&Eacute; relator do projeto de Marco Civil da Internet. Folha/UOL: Oi internauta. Bem-vindo a mais um &quot;Poder e Pol&iacute;tica - Entrevista&quot;. Este programa &eacute; uma promo&ccedil;&atilde;o do jornal Folha de S.Paulo e do portal UOL. A grava&ccedil;&atilde;o &eacute; consumada nesse lugar no est&uacute;dio do Grupo Folha, em Bras&iacute;lia. O entrevistado dessa edi&ccedil;&atilde;o do Poder e Pol&iacute;tica &eacute; o deputado federal Alessandro Molon, do PT do Rio de Janeiro.</p>

<p>Folha/UOL: Deputado, gratid&atilde;o pela sua presen&ccedil;a nesse lugar no est&uacute;dio do Grupo Folha. Eu come&ccedil;o perguntando: O sr. &eacute; relator do projeto denominado como Marco Civil da Internet. Teve uma reuni&atilde;o recente com a presidente da Rep&uacute;blica, Dilma Rousseff. O que foi discutido e o que a presidente pediu para o sr. a respeito do Marco Civil? Alessandro Molon: Fernando, em primeiro recinto eu queria cumpriment&aacute;-lo, agradecer o convite, expor que eu estou honrado por sentir-se nesse lugar e cumprimentar todos os internautas que nos acompanham bem como. E relatar que foi uma reuni&atilde;o incr&iacute;vel porque a presidenta pediu uma reuni&atilde;o para tratar dos dados do Marco Civil.</p>

<p>O projeto &eacute; de autoria dela. Foi enviado para a C&acirc;mara dos Deputados em 2011. L&aacute; pela C&acirc;mara dos Deputados foi constru&iacute;da uma comiss&atilde;o especial como manda o regimento interno. O projeto do Marco Civil est&aacute; h&aacute; cerca de dois anos pela C&acirc;mara pronto, de imediato h&aacute; qualquer tempo, pra ser votado. N&atilde;o fosse este epis&oacute;dio de espionagem norte-americana no Brasil, este empurr&atilde;o sem demora n&atilde;o teria acontecido? Olha, Fernando. Ap&oacute;s um ano aguardando a vota&ccedil;&atilde;o do projeto, eu lamento ter que apoiar que quem sabe a vota&ccedil;&atilde;o do Marco Civil fosse ainda mais adiada se n&atilde;o fosse esse esc&acirc;ndalo. O projeto prontamente est&aacute; pronto para ser votado h&aacute; um ano. H&aacute; um ano eu venho pedindo para que a C&acirc;mara vote o projeto. S&atilde;o mais de cem milh&otilde;es de internautas no Brasil que est&atilde;o desprotegidos porque n&oacute;s n&atilde;o temos uma lei que os proteja. O Marco Civil &eacute; essa lei e, mas, n&oacute;s fizemos seis tentativas de vota&ccedil;&atilde;o, todas elas frustradas.</p>

<p>Duas pela comiss&atilde;o especial e 4 no plen&aacute;rio. Felizmente, a C&acirc;mara de imediato dever&aacute; votar o projeto infelizmente ap&oacute;s um esc&acirc;ndalo como esse. Entretanto neste momento, com a emerg&ecirc;ncia constitucional, se a C&acirc;mara n&atilde;o votar, a pauta fica trancada. &Eacute; claro que pedir a emerg&ecirc;ncia constitucional pra um projeto gera a toda a hora uma tens&atilde;o entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, j&aacute; que significa o Poder Executivo, no limite, trancar a pauta da C&acirc;mara.</p>

<p>No entanto, lamentavelmente, se fez essencial. Foi divulgado uma dado de que o Pal&aacute;cio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff, desejaria que empresas de Web que oferecem servi&ccedil;os aos seus fregu&ecirc;ses brasileiros armazenassem c&oacute;pia dos dados todos no Brasil fisicamente. &Eacute; real este pedido? Como ele pode ser inclu&iacute;do na lei e &eacute; exequ&iacute;vel? Bom, &eacute; real este pedido.</p>

<p>Quer dizer, essa &eacute; uma ang&uacute;stia da presidenta, &eacute; uma proposta dela ap&oacute;s esse esc&acirc;ndalo de espionagem. Ela verdadeiramente pediu isto. Os t&eacute;cnicos que trabalham conosco e bem como nos minist&eacute;rios est&atilde;o estudando a melhor maneira de acrescentar isto no Marco Civil e pensando quais s&atilde;o os pr&oacute;s e os contras desta decis&atilde;o.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License